18 de jun de 2013

Video of the day

 

Apesar de ainda questionar por que no Largo da Batata e não no Largo da Matriz, em Itaquera, acredito sim que o gigante acordou. Antes eles discutiam no café Filosófico ou no Starbucks da Alameda Santos, agora todos nós discutimos! E tem aquele tio que você julgava super despolitizado indo pra Praça da Sé. 

É esse tipo de assunto que tem que nos pautar! Que orgulho ouvir meu avô perguntando o que está acontecendo e mais: dando o maior apoio. 


Temos tudo pra finalmente sair daquela zona que a Chauí fala em seu livro "Simulacro e poder: Uma análise da mídia" em que o repórter não mais pergunta ao entrevista o que ele sabe ou viu, mas o que sente. Isso porque na dinâmica da mídia, é o veículo por meio de seus apresentadores e jornalistas que cumprem o papel do saber absoluto; é também o veículo que tem a prerrogativa de ter de dissolver o conteúdo dos fatos cotidianos para facilitar a compreensão do espectador. Mediar.

É a terapeutização da sociedade, da qual também fala Lasch: um método de conceber as relações sociais e políticas por um viés privado, abolindo a memória dos acontecimentos reais e favorecendo sua manipulação. 

Acontece que as coisas aqui acontecem tão descaradamente que, com o auxílio das redes sociais - que, defendo, devem ser legitimadas como verdadeiros caminhos da trajetória individual, e não apenas um item de "embelezamento" do sujeito -, novos canais de informação têm sido buscados pelas pessoas de maneira geral, o que tem levado a insatisfação a níveis de intolerância motivadores.

Um comentário:

  1. esse vídeo, essa música, essas imagens, as palavras por todo canto que mesmo desconfiadas são cheias de vontade e de verdade, a disposição pra ir pra rua se mostra cada vez maior, achavam que um protesto atrás do outro poderia desgastar o movimento, pelo contrário, mais e mais pessoas se sentiram empoderadas, também querem participar, tantos lugares pelo Brasil, centros e periferias. não tem como não se emocionar!!!

    ResponderExcluir

Éam?!?