19 de out de 2013

Amora



Elizabeth Sobkiw


Nada de estranho o teu encanto me falar
Adjuntos adverbiais de modo etilizados
E o teu olhar de amapoa me enfeitiçar

Naquela noite de acalanto, na esquina de um atalho

Eu procurei uma rima rica que traduzisse seu conjunto à toa
Mas meu pensamento voa montando um jogo dos seus traços

Santa margarida tupinambá


Abracei o seu abraço e argumentei à sua utopia
cores de batom abstracionistas
desvarios niilistas

E agora que te dispus ordinariamente
entre bukowski e baudrillard
aquele trecho do poema dos teus dentes

emergente faz de novo a mente gestar

2 comentários:

  1. logo mais você vai ver o rostinho dela... e vai ver como é só o começo e são tantas as nuances, as palavras, os momentos fugazes que máquina de fotografar alguma poderá registrar, só seus olhos e sentimentos... e isso que vai fazer a relação de vocês e o olhar de uma para outra! e esse sentir já começou, colocar em palavras conta a história, pra nós que olhamos de fora curiosos e pra vocês duas depois lembrarem, numa tarde qualquer em que vocês estiverem deitadas na cama jogando conversa fora! ;)

    ResponderExcluir

Éam?!?